Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

07/03/2018

Sobre a Castanha do Pará ou Castanha do Brasil - O ouro natural brasileiro

A Bertholletia excelsa, popularmente conhecida como castanha-da-amazônia,castanha-do-brasil,castanha-do-acre,castanha-do-pará, noz amazônica,tocari ou tururi, é uma árvore de grande porte, muito abundante no norte do Brasil e na Bolívia, cujo fruto contém a castanha, que é sua semente.É uma árvore da família botânica Lecythidaceae, endêmica da Floresta Amazônica.

DESCRIÇÃO:
É um fruto com alto teor calórico e proteico, além disso contém o elemento selênio que combate os radicais livres e muitos estudos o recomendam para a prevenção do câncer.

É a única espécie do gênero Bertholletia. Nativa das Guianas, Venezuela, Brasil (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Rondônia), leste da Colômbia, leste do Peru e leste da Bolívia, ela ocorre em árvores espalhadas pelas grandes florestas às margens do Rio Amazonas, Rio Negro,Rio Orinoco, Rio Araguaia e Rio Tocantins. O gênero foi batizado em homenagem ao químico francês Claude Louis Berthollet.

Atualmente, é abundante apenas no Estado do Acre, no norte da Bolívia e no Suriname. Incluída na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais como vulnerável, o desmatamento é a ameaça a sua populações. Nas margens do Tocantins, foi derrubada para a construção de estradas e de uma barragem. No sul do Pará, por assentamentos de sem-terra. No Acre e no Pará, a criação de gado provoca sua morte, e a caça das cutias, que são os dispersores naturais de suas sementes, ameaça a formação de novos indivíduos.

É altamente consumida pela população local in natura, torrada, ou na forma de farinhas, doces e sorvetes. Sua casca é muito resistente e requer grande esforço para ser extraída manualmente.

COMBATE O ENVELHECIMENTO PRECOCE, ALZHEIMER E CÂNCER
Duas castanhas por dia são o suficiente para se aproveitar desse benefício. Isso porque a semente é rica em selênio, ele combate os radicais livres e evita que haja o envelhecimento precoce das células. Aumenta a longevidade, prevenindo também tumores e doenças degenerativas, como o Mal de Alzheimer.

MELHORA A APARÊNCIA DA PELE
Rica em vitamina A e vitamina E, a castanha-do-Pará estimula a produção de colágeno. Você também pode aplicar o óleo da semente no rosto antes de dormir. O resultado é uma pele lisinha e livre de rugas.

A semente é rica em substâncias anti-inflamatórias e antibacterianas, que reduz inflamações e vermelhidão na pele, acabando com a acne.

Sua propriedade emoliente também combate o ressecamento da pele, deixando a sedosa. Ela mantém a pele hidratada e evita rachaduras nos calcanhares.

INDICADA PARA O TREINO
Treinar em jejum ou após uma refeição muito grande não é recomendado. A castanha do Pará é fácil de comer, é rapidamente digerida, oferecendo energia para o corpo logo após comê-la, o que a torna perfeita para ser consumida antes do treino. Além do mais a semente contém proteína, ajudando a reparar os músculos, e selênio, que sintetiza a testosterona.

castanha do pará para a saúde
MELHORA O CORAÇÃO
Apenas com uma castanha diariamente é possível reduzir os triglicerídeos, colesterol e baixar a pressão arterial. Também irá eliminar o risco de AVC e infarto.

REDUZ A DIABETES
Rica em magnésio, é capaz de atuar no metabolismo da glicose, diminuindo as taxas de açúcar no sangue. Assim, a castanha do Pará evita o desenvolvimento da Diabetes tipo 2.

MELHORA A APARÊNCIA DO CABELO
Com alto teor de ácidos graxos e ômega 3, a castanha ajuda a produzir a oleosidade natural do couro cabeludo, que proporciona brilho aos fios e os protege de danos externos. Seu óleo também pode ser acrescido em shampoos, máscaras e condicionadores para tratar o cabelo.

CONTRAINDICAÇÕES
A castanha do Pará não tem contraindicações. Mas recomenda-se comer poucas unidades por dia. Isso porque uma única semente contém 27 calorias. Assim como todos os frutos oleaginosos, ela é rica em gorduras. Do total,  70% dela é feita a partir de ácidos graxos insaturados, que são as gorduras que fazem bem para o organismo. Mas para quem quer perder peso, deve-se evitar o consumo em excesso.

É preciso guardar muito bem a semente! Isso porque o alto teor de gordura faz com que elas fiquem rançosas facilmente. Você pode guardar em local seco e arejado por até 3 meses, ou preservá-las na geladeira por até 5 meses.